23.2.06

Escrevi isso ouvindo Tim Maia


Gosto das coisas pela manhã apesar de ser lento no periodo matinal.

Não queria ficar repetitivo e escrever todos os dias: Acordei - vim para o trampo - limpei - postei - blábláblá. Tendo isso vou me por em assuntos banais e de grande importancia.
Aderi a uma nova religião e que tem grandes adeptos, apesar de que nenhum famoso.
Após o resultado positivo numa prova arbitraia, estou na condição de universitario, um estranho ritual fez com que cortassem o guaxini que eu criava, ficando assim parecido a um buda tailandês ou mesmo, careca e aderi ao Boné.
Isso mesmo, ao Boné, a religião dos Bonés.
Na decada de vinte era considerado um ultraje um senhor deixar sua cabeça nua, era uma cultura esquisita que as pessoas praticavam sem uma razão especifica, e atualmente me vejo dentre os que usam boné, um artigo do vestuario, com poucas finalidades de sobrevivência, não deixando de ser um artigo legal. será que o boné é o chapeuzinho da decada de vinte?? hitler não tinha um chapeuzinhu e resolveu fazer uma guerra contra os judeus, que não tiham nada a ver com essa hitoria, mas segundo hitler eles eram os que fabricavam os tais chapeizinhus, bem no final só descobriram que eles faziam panelas, isso foi denunciado por um tal de Steven, um cara pra lá de estranho que acredita em E.Ts.
Gosto do pedaço de tecido preto e cinza que cobre minha cabeça.
Notas:
- Lavar meu boné
- Falar sobre a vida sem cabelo.
- O olho de uma avestruz é maior que seu cerebro.

Um comentário:

a filhinha disse...

gosto de vc d boné